segunda-feira, fevereiro 11, 2008

Livros


Desde pequena sempre tive um verdadeiro fascínio por livros.. meus olhos brilhavam ao ver aquele monte de letras em páginas e páginas a fio..e ao contrário das outras crianças, não gostava de livros com ilustrações e gravuras, achava sem graça, afinal livro é pra ler e não pra "assistir desenho" como eu mesmo justificava minha idéia.. rs
O meu primeiro livro que li até o fim e adorei foi o clássico francês "O Pequeno Príncipe", claro q com gravuras e simplificado, eu tinha 8 anos e estava na segunda série.. e inclusive este livro também me marcou porque aconteceu algo engraçado envolvendo o acontecimento.
Todos os dias saía da escola ás 11:45hs e ia direto pra casa, como todas as crianças.. eu estudada em uma escola de freiras chamada "Educandário Dom Bosco" na cidade de Petrolina no Pernambuco (pq tão longe? esta é outra história.. longa. rs), e na escola tinha uma biblioteca que me encantava.. lógico, vários livros, estantes.. livros antigos, sobre religião.. já que lá também era uma escola para formação de padres, vindos de todo lugar do estado (talvez isto também explique meu interesse por assuntos religiosos, mas esta também é outra história), mas voltando ao assunto, neste dia em que fui buscar o livro "O pequeno príncipe", me encantei tanto que comecei a lê-lo ali mesmo.. a Freira foi almoçar e não percebeu que eu estava na biblioteca.. todas as crianças foram embora e eu fiquei ali, lendo.. lendo..e em casa minha mãe me aguardava pra almoçar e nada de chegar.. e o tempo foi passando.. minha mãe ficando angustiada.. ligou para as amigas e todas diziam ter me visto sair da sala.. ligou na escola e afirmaram que não havia mais nenhuma criança por lá.. tadinha da minha mãe, ficou em prantos..mobilizou polícia e tudo, até que resolveram me procurar na biblioteca e lá estava eu, sentadinha, lendo!.. rsrs.. hoje e pra mim foi engraçado, mas se perguntarem pra minha mãe.. rsrs...
Mas de fato, ler sempre foi um prazer.. lembro-me depois disto que o segundo livro que me marcou dentre tantos, foi o 1º "grande" livro, com + de 250 páginas em que no meu record pessoal li em 14 dias.. foi o livro "Alquimista" do Paulo Coelho, ganhei o livro do meu grande primo-irmão, meu "mentor" no meu aniversário de 12 anos.. também adorei e apesar de hoje não ser muito fã das obras do Paulo Coelho, guardo o livro com carinho.
E assim foram páginas e páginas de fascínio, atenção, entretenimento, aprendizado e muito prazer.. horas de dedicação, companheirismo... tantas horas que nem vi passar...
Ler pra mim é + que simples estudo, é uma forma de me colocar em contato com idéias diferentes, terras distantes, pessoas distintas e universo que só o ser humano tão singular como é cada um pode criar e nos fazer exclamar: "como não pensei nisto antes"!
Meu gosto pela leitura é totalmente eclético.. gosto de tudo, desde aventura, romance até livros de filosofia.. os de psicologia são um capítulo à parte, já que é o que estudo e pretendo ter como profissão mas ao mesmo tempo é o meu maior prazer, gosto de verdade de estudar, ler e reler...
Esses dias, na edição da Veja da semana passada havia uma matéria falando sobre como conservar objetos, dando dicas de como guarda-los de forma a conservá-los da melhor forma e dentre dicas sobre como conservar sapatos, jóias e etc. havia uma sobre como conservar livros e o exemplo que deram foi de um senhor que tinha em sua casa mais de 1500 exemplares de livros, verdadeiras relíquias e ele velhinho, afirmando á jornalista que conservava com carinho todos eles e até instalou um desumidificador que deixava ligado até nos dias mais secos, pois não arriscaria por em risco nenhum exemplar se quer de seu "tesouro".. e vendo isto me lembrei de quando criança afirmava que quando estivesse bem velhinha, a única riqueza que gostaria de ter acumulada eram os livros.. vários deles, de todos os tipos, tamanhos e títulos... Que lindo.. que riqueza de valor inestimável.. com certeza eis aí o único tesouro que não nos podem roubar: a sabedoria e o conhecimento! Os livros podem até serem roubados, ou depreciados pelo tempo.. mas os momentos de leitura, o conhecimento adquirido e o prazer proporcionado são incalculáveis!!
Há quem diga que o livro está com os dias contatos, já que com a tecnologia e modernização hoje em dia é bem mais fácil baixar um livro pela internet do que ter que ir a uma livraria.. mas eu duvido disso, pois um dos prazeres de se ler um livro é exatamente tê-lo em mãos, senti o cheirinho de livro novo e até o "cheirinho de estante" é um prazer... acredito que o livro é um bem da humanidade já que toda nossa história, nossas descobertas e até tudo que hoje somos devemos aos benefícios do livro!
Um bom livro, uma xícara de chá quentinho no inverno ou uma brisa fesquinha de ventilador no verão ou seja onde, com quem ou como for: A companhia de um bom livro é um prazer inenarrável!!