sexta-feira, junho 19, 2009

Escolhi Acreditar


Modernas teorias,novas formas de pensar
Existem por aí nos meios intelectuais
Que vão do ateísmo mais profundo e radical
Até o humanismo com tinturas sociais

E hoje mesmo a crença tenta se modificar
E quer que o homem seja o fim de sua pregação
Senhor dos seus problemas,dos seus sonhos e ideias
Buscando aqui agora a total libertaçao

No entanto eu escolhi acreditar
Que existe um plano para a salvação
E que há um Deus no céu
A governar o meu viver
Mas que me dá poder ate pra
Aceita-lo ou não
O seu reino é liberdade e é amor
Espera sem forçar a decisão
Ele é descomplicado, não confunde o pecador.
E fala tanto a minha mente quanto fala ao coração.

O ser humano hoje
só se volta para si
Buscando atender necessidades essenciais
Mas sem levar em conta que há uma vida superior
Que poderá suprir os seus anseios mais reais.

E há os que procuram tudo racionalizar
Só crendo no que a ciência e a cultura pode ver
Querendo um milagre pela lógica explicar
Se fecham para as coisas do espírito e da fé

No entanto eu escolhi acreditar
E esperar assim em meu Jesus
Filósofos e mestres nunca irão avaliar
Aquilo que o amor de Deus mostrou na cruz
O meu Deus é poderoso e é real.
Só nele eu encontrei,enfim,perdão.
Prefiro depender de Sua força sem igual
E quero ter,então,por Ele,transformado o coração

quarta-feira, junho 17, 2009

Auto-beleza


É muito bom ter alguém ao lado com a auto-estima alta, é bom estar ao lado de alguém que se ama, se valoriza, gosta de sua aparência, suas qualidades... e não tem medo de saber disso!
Pensando nisso posso concluir que é muito melhor ser uma pessoa assim também, sem medo do narcisismo, pois qualquer pessoa gostará de sua companhia, gostará de ter ao lado uma mulher que se ama, se valoriza, se gosta, gosta de sua aparência e está de bem com o espelho, seu cabelo, seu corpo, seu sorriso, seu jeito.. gosta de suas nuances de meiguice e fortaleza, inteligência e ingenuidade, esperteza, garra, competência, força, idealismo, sabe o que quer, onde, como e quando quer chegar!
Quero ser sempre essa pessoa que se ama acima de tudo e reflete amor próprio com brilho pessoal, carisma, simpatia, bom humor e auto-confiança, pois acima da opinião alheia, gostar da própria companhia é muito mais importante, se bastar, se entregar aos próprios pensamentos sem cilada, sem auto-sabotagem mas sim adorar ficar a sós consigo mesma, ouvindo os próprios pensamentos, se cuidando, adorando se olhar no espelho e gostando muito do que vê e também do que não vê, sendo e se sentindo linda de verdade pois beleza é atitude!
Costumo dizer que o bom de envelhecer é possuir essa maturidade em não ter mais aquela insegurança típica da adolescência mas sim uma auto-confiança de não ter mais medo de ser e de sentir, de se bastar, se entregar, se assumir e confiar no próprio “taco”.
Se amar é isso, é amar a própria Cia e saber que por ser assim as pessoas ao seu redor conseqüentemente também adorarão ter uma pessoa tão fantástica como você por perto.

sexta-feira, junho 05, 2009

Química da Paixão


Estava trocando e-mails aqui com minhas amigas e desses e-mails sempre saem assuntos polêmicos, pérolas e grandes risadas... momentos deliciosos!
No assunto de hoje estávamos comentado o poder que certos filmes tem sobre nós, o quão é gostoso assistí-los e muitas vezes assistimos mais de uma ou duas vezes, assistimos várias vezes e o tema era "porque é assim?" Comecei a divagar sobre o assunto e queria compartilha-lo com vocês...
Bom, racional e psicologicamente falando, nós somos atraídas pelos sons, belas fotografias, pelos efeitos especiais, pelo sobrenatural, pelo fantasioso, pelo irreal e de tão maravilhoso surreal e tudo isso provoca uma sensação de bem estar, de aconchego, de realização quando vemos cenas ao assistir filmes que o nosso cérebro não distingue se é real ou não.. ou seja, porque será que nós mulheres adoramos assistir filmes romanticos? Porque isso supre nossa necessidade de romantismo na vida real.. e mesmo quando estamos fartas disso (quase uma lenda) ainda assim continuamos querendo mais e mais porque quando estamos em um ambiente romantico (com alguém ou vendo um filme) nosso cérebro produz substâncias químicas que viciam, uma droga que causa dependencia...
É uma verdadeira overdose de substâncias químicas como: adrenalisa (ação, empolgação), ocitocina (paixão), feniletilamina(neurotransmissor da paixão), dopamina (calmante do amor) e serotonina (alegria, euforia)... ou seja, impossível se controlar e resistir neh!

Mas aí vem aquela afirmação fatídica: "Filme é uma coisa, realidade é outra!" e químicas diferentes bombardeiam nosso cérebro deixando-nos deprimidos com a constatação de quem nem tudo é Hollywood, como quando comemos açucar demais e tudo fica lindo, derrepente a taxa de açucar no sangue cai e temos uma hipoglicemia trazendo uma sensação horrivel...
Ok, é assim mesmo e com todo mundo, a discrepância entre a realidade e a fantasia é grande, ainda mais para quem não tem ninguém ao lado e surgem frases previsíveis como: "calma, uma hora vai aparecer alguém legal", é péssimo de se ouvir porque você já está cansada de ouvir e pior, de esperar! Mas infelizmente é real, calma.. uma hora aparece alguém legal, só não baixe a guarda nem deixe a peteca (auto-estima) cair, afinal como dizia nosso Frejat (procuro um amor q seja bom pra mim, vou procurar eu vou até o fim... pode ser q eu a encontre numa fila de cinema, na esquina, ou numa mesa de bar)... e se até o Frejat já filosou sobre isso é sinal que o problema não é com você amiga, mas com todo mundo!

Sendo assim, aí vai uma dica: se assistir a um filme que mistura ação, suspense, sobrenatural, desafio e romance causa toda essa liberação hormonal tão legal, imagine o que pode acontecer quando nós quem causamos uma overdose de sensações em alguém?
Ou seja, se queremos que alguém fique literalmente viciado em nós basta provocar neste alguém sensações reais sendo mulheres agradáveis, divertidas, frágeis, perfumadas, enchendo-os de elogios e de amor.. é tiro e queda!
Receita: Usarmos a química da paixão a nosso favor e química funciona!