sexta-feira, agosto 14, 2009

Intensidade


Me permito
...
Gargalhadas altas, largas e sem vergonha
Não ter medo de sentir
Chorar de emoção lendo um livro
Sorrir das minhas próprias desgraças
Conversar com meu cachorro
Cantar bem alto minha música favorita
Ver todas as comédias romanticas e querer mais
Me empolgar com as cenas das novelas
Ler 3 livros ao mesmo tempo
Ver o mesmo filme 13 vezes
Conhecer e adorar o mundo da fantasia
Torcer, chingar e gritar vendo futebol
Ser loira e morena em intervalos de 6 meses
Ter meu próprio estilo
Pintar as unhas de vermelho vivo
Fazer uma tatuagem no pé
Andar devagar debaixo da chuva
Sentir o cheiro da terra molhada
Sorrir para o pôr-do-sol
Sentir o calor do Sol com arrepios
Dar tchalzinho para uma criança ao passar de carro
Dar bom dia a uma velhinha
Olhar nos olhos
Comer sorvete com batata frita sem culpa
Gostar de ouvir os problemas das pessoas
Adorar o gosto amargo do chimarrão
Rir até doer a barriga
Falar "Eu te amo" sem medo
Chorar de amor
Ser otimista
Ter ciumes
Sonhar em ganhar na loteria e fazer planos com o dinheiro
Repetir o almoço de domingo e começar a dieta na segunda-feira
Desistir da dieta na quinta-feira
Chorar e sorrir com minhas amigas
Dormir até cansar e depois dormir denovo pra descansar
Encher de beijos e abraços meus pais e irmão
Ter orgulho de ser titia
Gostar de trabalhar
Gostar de lidar com pessoas
Ter orgulho da Psicologia como estilo de vida
Saber ouvir, falar e calar
Passar horas no meu quarto lendo, ouvindo música, dormindo, meditando...
Dançar até cair ou as pernas desobedecerem
Ter medo de montanha russa
Adorar o mar, água e profundidades
Caminhar entre o medo e o prazer
Permitir
Ser Intensa!

terça-feira, agosto 11, 2009

É Proibido!



É proibido chorar sem aprender,
Levantar-se um dia sem saber o que fazer
Ter medo de suas lembranças.

É proibido não rir dos problemas
Não lutar pelo que se quer,
Abandonar tudo por medo,

Não transformar sonhos em realidade.
É proibido não demonstrar amor
Fazer com que alguém pague por tuas dúvidas e mau-humor.
É proibido deixar os amigos

Não tentar compreender o que viveram juntos
Chamá-los somente quando necessita deles.
É proibido não ser você mesmo diante das pessoas,
Fingir que elas não te importam,

Ser gentil só para que se lembrem de você,
Esquecer aqueles que gostam de você.
É proibido não fazer as coisas por si mesmo,
Não crer em Deus e fazer seu destino,

Ter medo da vida e de seus compromissos,
Não viver cada dia como se fosse um último suspiro.
É proibido sentir saudades de alguém sem se alegrar,

Esquecer seus olhos, seu sorriso, só porque seus caminhos se
desencontraram,
Esquecer seu passado e pagá-lo com seu presente.
É proibido não tentar compreender as pessoas,
Pensar que as vidas deles valem mais que a sua,

Não saber que cada um tem seu caminho e sua sorte.
É proibido não criar sua história,
Deixar de dar graças a Deus por sua vida,

Não ter um momento para quem necessita de você,
Não compreender que o que a vida te dá, também te tira.
É proibido não buscar a felicidade,

Não viver sua vida com uma atitude positiva,
Não pensar que podemos ser melhores,
Não sentir que sem você este mundo não seria igual.

Pablo Neruda