sexta-feira, julho 28, 2006

The Beginning....



Bom.... pra começar, venho falar sobre algo atual pra mim.. ou seja, minha realidade HOJE... trata-se de DECISÃO! então alguns podem se perguntar, mas como assim, decisão no que? Na vida profissional a essa altura do campeonato?? Bom... não estranharia tal questionamento, até porque eu mesma o faço a mim mesma sem problemas... contudo não se trata de uma dúvida assim, existêncial, e sim decisões que muitas vezes precisamos tomar e que com certeza afetarão nossas vidas significativamente e logo nos vem aquela sensação de medo ou insegurança, já que toda decisão de significativa mudança nos traz medo pelo fato de termos de sair da nossa zona de conforto e naturalmente toda novidade assusta...
Bem, mas e então, decidir ou não, eis a questão... ai.. o que fazer? o que será melhor pra mim hoje? e quanto ao meu futuro??? Não preciso mencionar qual seria tal decisão, mas o que quero abordar aqui é a questão da decisão, ou melhor da indesição que nos acomete quase sempre em nossas vidas... Mas de qualquer forma, só o fato de estar nessa indecisão já me deixa feliz, já que a rotina me incomoda profundamente.. rs
De qualquer forma, seja você ou eu o "agente da mudança" acho super importante frizar que qualquer tipo de forma de racionalização da própria vida e seu significado ativo já é de profunda importância, já que toda forma de auto reflexão é saudável e indicado.. Pois muitas vezes passamos dias e anos sem ao menos fazer uma alto análise, uma reflexão do que realmente queremos em conflito do que estamos sendo.. e com isso muitas vezes não percebemos que passamos nossos dias e nossa própria vida á deriva.. á mercê dos ventos q nos empurram sem direção definida..
Concluindo.. ainda não me decidi.. rs, Contudo, como mencionado acima, fico feliz por tal ebulição, já que cada decisão nova é um recomeço.. um começo de algo novo.. assim como este blog.. um "Beginning...happy beginning!"

e como diria o sábio Bob Marley:

"É melhor atirar-se à luta em busca de dias melhores, mesmo correndo o risco de perder tudo, do que permanecer estático, como os pobres de espírito, que não lutam, mas também não vencem, que não conhecem a dor da derrota, nem a glória de ressurgir dos escombros.Esses pobres de espírito, ao final de sua jornada na Terra não agradecem a Jah por terem vivido, mas desculpam-se perante Ele, por terem apenas passado pela vida."

Nenhum comentário: