segunda-feira, outubro 26, 2009

Intensidade e Leveza



Escrevi a uns posts atrás sobre a "Intensidade" e simplesmente ADOREI a inspiração, a sensação.. foi com intensidade que escrevi tudo aquilo e é com intensidade que sinto todas as coisas... e sinceramente adoro ser assim!
Refletindo sobre tudo isso e lendo alguns textos da Clarice Lispector que ADORO, li um que descreve exatamente como me sinto:

" Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostre o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração!
Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente!
Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra SEMPRE!
Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das drogas mais poderosas, das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes.
Tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Você pode até me empurrar de um penhasco q eu vou dizer:
- E daí? EU ADORO VOAR!
Clarice Lispector"

Muito show.. tudo a ver!!

Hoje me sinto ótima! E percebo que toda vez que penso na intensidade dos sentimentos, percebo o quanto cada ser humano tem a capacidade singular de ser intenso, de poder sentir, pensar, falar ou fazer qualquer outro verbo com intensidade e profundidade...
Escrevi em outro post também sobre a "Leveza" e lá mencionei também o quanto é importante e fundamental ser leve e encarar a vida de tal forma também...
Ou seja, Ser INTENSO e ser LEVE são os extremos de um ser humano sem limites, que pode fluir de um ao outro sem cerimônias, as quais tantas vezes nos privam e nos impedem de fazer isso com total auto-confiança, transparência e independência!

Vivas á Liberdade, á Intensidade e á Levidade!
Pois viver é isso, um pouco disso e muito mais que isso!

2 comentários:

Wellington Johnny disse...

Muito bom! Estes são o tipo de texto que causa certa inquietação. Impulsionando para um desejo de liberdade. Muito inspirador!

Wellington Johnny disse...
Este comentário foi removido pelo autor.