domingo, setembro 17, 2006

O essencial é invisível...


"... a humanidade tem função essencial no universo nas esferas macro-micro do grande roteiro e sua realização no tempo. Está surgindo em nós a intuição da integridade e imortalidade do indivíduo. A percepção é finita, mas o conhecimento é infinito. O cérebro é temporal; a mente eterna. Estar alerta e perceptível é temporal e finito. Compreender e saber são eternos. As criancinhas sabem disso intuitivamente..." Buckminster Fuller

Mais e mais temos lido e ouvido das pessoas que devemos ser seres humanos integrais, completos e no meio da agitação e frenesi do nosso cotidiano mal temos tempo para sermos nós mesmos, em meio a uma sociedade capitalista e interesseira, quanto menos teríamos tempos de nos reformular, parar pra pensar e ver no que podemos melhorar para sermos pessoas melhores, completas e assim integrais.
Contudo, agindo e pensando desta forma já começamos mal, pois mais uma vez concluimos que tudo que é profundo deve levar tempo, tudo que é completo e bonito acaba no final das contas sendo dispensável, superfulo e banal.. mas será que sempre tem que ser assim?
Acredito que o que devemos fazer ao invés de nos preocupar em acarretar mais uma tarefa difícil á nossa listinha de ano novo, deva ser um reformular de olhar, ou seja, um olhar novo, uma nova forma de olhar e encarar a vida e tudo que ela representa e significa...
Quando treinamos nosso olhar, seja ele superficial ou em nuances, acabamos vendo coisas que inicialmente não víamos se não o quiséssemos..
Nosso cérebro é usado para captar informações externas e tranforma-las em algo significativo, contudo, segundo novos estudos, tal captação é feita de percepção, ou seja, nem tudo que vemos percebemos e só captamos aquilo que queremos, seja conciente ou inconciente.. o que significa que se minha mente está treinada para ver nas ruas somente o transito, o calor infernal, os carros buzinando, os camelôs oferecendo suas mercadorias e assim titulamos o dia como infernal, tal dia passará a ter tal característica, comprometendo provavelmente nosso humor no restante do dia.... Contudo se ao invés de focalizar tais eventos, começarmos a ver mesmo diante de tudo isso o sol lindo que faz lá fora, uma banca de flores com um olhar de beleza, o vai e vem das pessoas como seres humanos em potencial, cheios de emoções e fazer de tal observação uma percepção boa do milagre da vida, logo começaremos a treinar nossos olhos, nossa vida, nosso cotidiano e nosso humor para coisas boas, que realmente valem a pena e que por fim só nos fazem bem!
Bom, em síntese, o que estou querendo dizer é que o essencial para estamos e nos sentirmos bem, felizes, capazes e satisfeitos em suma depende somente de nós mesmos e no que queremos enchergar, em como queremos que nosso dia seja e consequentemente como queremos que nossa vida seja.. integral e completa!
Que possamos ver o invisível, pois o essencial é invisível aos olhos não treinados.

Nenhum comentário: