quarta-feira, junho 20, 2012

Perdão pessoal no verbo infinitivo...


Gente, sempre faço minhas postagens aqui escrevendo na primeira pessoa, como uma conversa aberta, franca, ao pé do ouvido... como quem conversa com uma amiga na qual confia.. e isso, por muitas vezes pode passar a impressão de que este blog trata-se de um diário, um relato preciso e fiel dos meus sentimentos pessoais... Mas apesar de tratar-se sim de sentimentos, nem sempre são pessoais, aliás, este blog não é autoral, não é um diário e não significa, assim, que estou aqui para postar declarações de ódio ou de amor a alguém específico, mas podem ser sim, declarações de amor mas para todos os leitores, para pessoas em potencial, ser humano no qual amo em toda sua singularidade e vicissitudes, conforme afirmo alí do ladinho na descrição de quem sou.. ou seja, sou sim, apaixonada pelo SER HUMANO e por ser assim, quando escrevo, quero dividir experiências, sentimentos, sensações, aprendizado e sim, muito amor e carinho para quem quer que esteja lendo, seja você meu amigo conhecido ou meu amigo que ainda não conheço.

Sendo assim, queria apenas deixar isso claro, para não dar a entender que estou ofendendo alguém quando digo que estou com raiva em algum dia por algum motivo que me motivou a isso, ou que também não estou me declarando indiretamente para ninguém em específico porque quando é assim, o faço direto, com o coração aberto e pupilas atentas..
Quando escrevo sobre alguma experiência pessoal, falo que aconteceu comigo, em tal dia, tal situação etc.. mas quando não, quando há uma música inspiradora, uma mensagem, sitação de alguém etc estou apenas refletindo sobre aquilo, assim como o é a intenção ao postá-los e não um eterno desabafo pessoal, porque se assim o fosse, não seria muita pretenção da minha parte querer inspirá-los com minha própria vida?

Não, não sou inspiração pra ninguém.. somos todos aprendizes da vida, entre quedas e renascimentos heróicos... Fênix e Pardais...somos acima de tudo HUMANOS! em sua essencia... tudo isso e só isso!


Por ser assim, quero deixar aqui meu pedido de perdão caso possa ter postado algumas vezes sobre sentimentos ruins, porém, o fato de estudar psicologia e amar o ser humano já são prerrogativas suficientes para deixar claro que convivo com experiências humanas diariamente, das mais diversas, das mais belas ás mais impressionantes possíveis, e que por ser assim, ainda não desenvolvi o "poder" da insensibilidade ( e pra ser sincera nunca quero) e por ser assim, muitas vezes grito dores que não são minhas, tomo para mim ofenças que não me foram direcionadas e também me apaixono pela paixão em si, romantismo que inspira e me faz escrever... e cá estou... Sim, sou extremamente sensível não no sentido de me "rescentir" facilmente, ou me iludir, mas no sentido literal de SENTIR, o ambiente, a energia, as pessoas... e por ser assim, "sinto muito" e venho aqui e escrevo!

Como todo bom escritor, jamais deixarei de deixar o cheiro do meu perfume pessoal nas minhas letras, contudo, assim como também todo bom escritor, jamais irei expor minha vida pessoal e meus sentimentos reclusos assim, tão clara e abertamente...

Sendo assim, Amo cada um de vocês que chegam aqui pra ler meus sentimentos em palavras, pois quando escrevo penso exatamente em vocês:  no que gostariam de encontrar aqui, para sairem se sentindo melhores do que chegaram, mais inspirados, reflexivos, com essencia e alma... e claro, para que sintam vontade de voltar sempre! Mas escrevo no genérico, pro "pessoal impessoalmente", para todos e pra ninguém... assim, como quem não quer nada... só ser e fazer FELIZ!

Foto: J.M.

Como diz uma música - relíquia- gravada na voz da Maria Rita chamada " Dom Quixote" :
"Somos todos na vida, qualquer um de nós, vilões e heróis"... aqui


Essencia é isso... SER humano e SENTIR humano!

Nenhum comentário: